Voo de galinha

É difícil de acreditar, mas o Avaí é aquele tipo de time que consegue a insuperável marcar de fazer errado nas piores horas. É sério. Não conheço outro time no futebol brasileiro que seja capaz das façanhas mais estapafúrdias do que as deste meu time.

Ele é candidatíssimo a rebaixamento, mas aí se supera em jogos memoráveis e então, quando parece que a coisa pode engrenar, ele consegue os piores feitos e as piores jornadas. E, mais incrível ainda, coisas feitas por ele mesmo.

Quer ver uma coisa?

O time joga três partidas arrumadinho, acertado, com todo mundo pegando junto, tendo o seu goleiro como sensação da rodada, um atacante em ascensão, a zaga pegando forte, a marcação encaixada e aí, quando se pensa no “agora vai”…. os treineiros avaianos quebram a velha máxima do futebol, a de que time que está ganhando não se mexe. E mexeram. E escangalharam tudo.

O que é que os treineiros avaianos tinham que colocar esta inhaca de Marquinhos em campo? Deosolivreô.

– Ah, mas o Juan jogou mal.

Sim, cara-pálida, todo time joga mal, porque tem que jogar em função dele, nas limitações dele, cobrindo a falta de mobilidade dele, falta de marcação, a não-imposição de jogo. Jogamos sempre com um a menos. Mas será o benedito que ainda não se percebeu isto?

Eu já disse que estava quase largando. Pois na próxima rodada, se a escalação vier com Marquinhos Santos como titular eu mudo de rota. Nem chego perto da Ressacada. Não dá mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s