Do lado do Avaí

O jogo mais importante para o Avaí na série A é o próximo. Não, não é o de sábado, é o próximo, e depois o próximo, e o próximo, até atingir o seu objetivo, que é se garantir na série A de 2016 e conquistar as milhagens da experiência de estar entre os grandes.

Ainda somos pequenos. Ainda precisamos aumentar nossa bagagem. Ainda teremos que remar muitas temporadas para atravessar essa fase de só participar para não cair. Por isso, é importante se manter. É imprescindível não errar e fazer o que for possível para ficar nesta competição.

Agora, é bom lembrar que não estamos assistindo a um filme do Meu Querido Pônei ou desenho da Branca de Neve. Há muitos interesses em jogo de quem não pensa desse jeito.

Um deles foi a manifestação totalmente fora de propósito do sujeito considerado ídolo da Ressacada por alguns torcedores, exigindo contrato pelos bons serviços prestados, ao jogar com um joelho podre e fazer disso uma moeda de troca. Há quem nos ache que somos crianças idiotas, que basta dar um pirulito ou um brinquedinho que pisca e acende as luzes e saímos lépidos e faceiros agradecendo a boa vontade. Ou um espelhinho pra índio.

Do outro lado temos dirigentes vaidosos, alguns que precisam intimidar blogueiro para evitar que se acuse sua inépcia e comodismo, se achando a última bolacha do pacote, ou exigindo nossos agradecimentos por ter contratado Leo Gamalho e Camacho e dado um gás no time. Ou ainda fracassados existenciais, derrotados em eleições, que teimam em manter uma crítica sórdida, covarde e negativa a cada derrota e endeusar quem se apropria da tradição do clube para interesses próprios. Calma lá!

Não, é preciso dizer que o interesse maior é o clube. Sempre será o clube. O Avaí Futebol Clube é um dos representantes de Santa Catarina no cenário nacional. E está inserido na comunidade com suas glórias e tradições. Precisa ser respeitado, e por todos.

Precisa, por isso crescer em importância e tamanho, seja financeira ou estruturalmente, mas sem vender a alma ao diabo. Ou, ao menos, chegar ao lugar desejado com importância e dignidade.

Dessa forma, a coletividade avaiana tem que buscar o bem do clube, o interesse do clube, o avanço do clube e nunca de projetos pessoais em nome do clube. E se você ficou magoadinho porque não aplaudo o seu ídolo interesseiro, dane-se. Você e ele. Eu torço para o Avaí e somente para o clube.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s