No mundo dos enganados

Esses dias por aí fiz uma postagem intitulada O CRAQUE VEM AÍ, que não foi nada mais, nada menos, que uma bela de uma ironia. Claro que ironia não se mede e nem se gradua, mas é interessante se observar que os que possuem dois tecos, e nem mesmo um tico no cérebro, ousaram detonar aquilo. Acharam que eu estava desmerecendo o craque.

Não cabia detonar e nem aprovar, apenas entender o que significava. Expus a tolice que é paparicar demasiadamente um jogador de futebol em fim de carreira. Usei os mesmos argumentos que os inveterados fãs usam. Demonstrei o quanto são risíveis as demonstrações de idolatria voltadas a um boleiro. E eles não entenderam. Mas é normal e natural, vindo de quem veio.

Entretanto, eles não sabem o mal que fazem ao Marcos.

Evidentemente que o jogador Marcos Vicente dos Santos, o Marquinhos Santos, o Marquinhos da Ressacada não precisa provar nada pra ninguém. Aqueles jogos memoráveis de 2008 e 2009 não precisam de narração, pois nossa memória se encarrega de nos fazer ver todos os lances. Os anos dedicados ao Leão só demonstram que seu lugar está definitivamente gravado nas paredes do estádio dos Carianos. Os olhos expressam as imagens do que já assistimos e vimos naquele gramado. Ninguém precisa nos lembrar disso. Ocorre que, de forma natural, a vida passa e os músculos enfraquecem, que é o que vai ocorrendo com nosso maior ídolo nos tempos da Ressacada.

Curioso é ainda acharem que tenho ódios ou rancores. Por favor! Tudo o que eu quero é que o que dizem seja verdade. Para o bem do Avaí. Só o Avaí ganhará com isso. É bom se ressaltar que alguns cretinos tentam nos impor argumentos, como se houvesse apenas uma verdade. E se Marquinhos jogar e não acertar, é porque se exige demais dele. Se jogar e acertar, é o monstro. E se o time jogar sem ele, pode fazer uma partida barcelônica, pois sua presença será sempre indispensável, dizem. Percebeu, leitor, o tamanho das tolices? E nem vermelhos ficam.

Ora, continuar a dizer que Marquinhos é imprescindível, que é decisivo, que sem ele o time não rende, quando se percebe que, nitidamente, suas jogadas são falhas, seus lançamentos não chegam aos atacantes e suas cobranças de falta sequer coçam os goleiros adversários, é de uma covardia tão grande que, se não se envergonham com isso, é porque tem pouca moral ou capacidade intelectual pareando com amebas.

Sim, somente torcedores nadando em poças sujas após as chuvas como paramécios alucinados são capazes de ver num jogador já limitado e em final de carreira a redenção do futebol jogado na Ressacada. E, o pior de tudo, é que ele ainda acredita,  uma vez que ao se acompanhar as redes sociais, somos testemunhas de depoimentos enaltecedores e cheios de gana partindo dele ou de seus moleques de recado. Ou ninguém sabe quem é o Guerreiro Azul? A não ser que haja vários tecladistas falando pelo ídolo.

Quisera eu, e a maioria dos torcedores, que toda esta motivação fosse resumida em futebol dinâmico e decisivo. Mas, ao constatarmos a realidade e as estatísticas, percebemos que a ilusão se desfaz como as brumas das manhãs do inverno cáustico de Florianópolis. Não duram meio período.

Não, meninas e meninos enaltecedores do futebol deste jogador que já não rende mais. Enganam-se. Este jogador apenas cumpre seu contrato. Joga como componente de um elenco, nada mais que isso. Seus dias de glória ficaram no passado. Se der uma corridinha, se fizer um passe, se cobrar um escanteio com dignidade já é o suficiente para um fim de carreira digno. Mas muito pouco pelo que já fez ou representou.

Não o enganem. Não se enganem.

Aceitem que dói menos, tolos!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s