COMPLEXO DE VIRA LATA AVAIANO, por Rafael Botelho

Um dos maus dos brasileiros é achar que daqui e aqui nada presta. Trazendo um pouco para o futebol e para nosso clube, vejo alguns assuntos em pauta na última semana que me chamaram a atenção.

 

CHAPECOENSE VIROU REFERÊNCIA

É natural que clubes que atravessam boas fazes virem referências de como se faz futebol. Li alguns comentários dizendo que a fórmula que o time do oeste usa pra fazer futebol é correta. Contrata “jogador fortão, lindo, loiro e de olhos azuis”. Até ano passado a referência era o Joinville, assim como já foi o Avaí em outros anos.

EU TENHO A FÓRMULA

A fórmula de fazer futebol é DINHEIRO.

Chapecoense pratica a base salarial de pelo menos o dobro da nossa. Eles tem menos jogadores justamente porque pagam mais e podem minimizar a margem de erro nas contratações e contratar jogadores mais “lindos” que os nossos. Eles tem uma comunidade empresarial envolvida com o time. Este time é o único da região e quer queira ou não, leva turismo a região e a coloca em evidência no cenário nacional.

Querem um exemplo? Desde que a Chapecoense ingressou na série B e logo subiu para série A do brasileirão, aumentou muito a oferta de voos para a cidade. Antes eram voos corriqueiros e com empresas pequenas. Neste meio tempo já houve reforma no aeroporto e também ampliação no estádio da cidade, onde passaram a chamar de Arena Condá, aumentando sua capacidade.

Enfim, tudo que passamos em 2008/2009, Chapecó passou a pouco e está passando, com o time em boa fase.

VOLTANDO AO AVAÍ

Todos concordamos com o discurso do presidente quando foi dito que este ano o Avaí não cometeria loucuras no futebol. O Avaí paga, salvo engano, 600 mil mensais em negociações trabalhistas entre outras coisas e acaba no final deste ano. Foi dito que este ano seria chave para a recuperação financeira do clube, e que, se permanecer na série A, 2016 seria um ano muito melhor que este.

Vale lembrar, que alguns jogadores que estão no grupo, tiraram o pé em 2013 por conta de salários atrasados e premiação que a diretoria não pôde pagar. Passamos vergonhas nos estaduais de 2014 e 2015, com jogadores novamente fazendo corpo mole e fazendo o clube passar vergonhas. Esses mesmos jogadores que tiravam pé no estadual, por pouco não fazem isso na série B de 2014, onde conseguimos subir, mais por ajuda dos outros times do que propriamente por bom campeonato nosso.

Nossos funcionários não são mais burros que os da Chapecoense, nosso presidente não é mais tanso do que o deles e nossos diretores de futebol não são piores. Eles só tem mais grana do que o Avaí.

Claro que muitos pontos podem ser melhorado dentro do Avaí, e melhorado bastante. Mas esse discurso demagogo com que torcedores oportunistas estão batendo nos profissionais do Avaí, não condiz com a verdade.

Quem prestar atenção de onde vem esses adjetivos chulos em cima da diretoria avaiana, vai reparar o grau de honestidade das pessoas. Não entenderam??

A campanha está forte, 2017 vem aí!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s