Os egos ficam de fora

“Coletivo sendo maior que o individual.” Eita frasesinha porreta e arretada demais da cota, sô! Uma simples frase, proferida assim, em meio a um contexto, e que engloba muitas coisas dentro de uma competição, dentro das relações entre as pessoas e até na sociedade como um todo. Foi dita, recentemente, pelo técnico Gilson Kleina do Avaí, após o jogo de domingo, o jogo do clássico. É batida, é conhecida, mas nunca é pouco lembrar-se dela.

E tu sabes o que ela significa?

Ela expressa a necessidade de se deixar de lado as vaidades, o particular, o lado pessoal, o EGO. As virtudes de cada um são acentuadas na capacidade e nas possibilidades do grupo. Meu amigo Karl Marx, de quem eu sigo algumas posturas, foi quem mais formalizou estes preceitos em relação às coisas que pertencem à sociedade e não a fulano ou sicrano.

Um time é diferente de um grupo. Enquanto um grupo é um ajuntamento de pessoas, algumas com aspirações distintas e particulares, um time converge para um só lado. Juntar pessoas, como se sabe, é diferente de uní-las. E um time deve estar unido, porque o interesse é comum.

Eu costumo observar as reações de jogadores logo após um gol. É fácil perceber que um jogador de time, o que está solidário com os companheiros e quer a vitória de todos, corre para a abraçar os outros. Agradece a quem lhe deu o passe. Solidariza-se com quem esteve envolvido na jogada. E tem a máxima certeza que a vitória será de todos.

Temos visto, nos últimos anos, agrupamentos de jogadores no Avaí muito mais interessados no elogio barato, na idolatria perniciosa, do que demonstrar a humildade da conquista coletiva. E os resultados todos já cansamos de comentar e lamentar.

Parece-nos, no entanto, que finalmente temos um time. Se falta uma calibração aqui, uma ajustada ali, é coisa do futebol e que se ajeita pelo caminho com a consolidação da competição. Mas é inegável que o coletivo está acima das vaidades pessoais neste elenco de jogadores.

Ufa, acho que vamos poder respirar bons ares daqui por diante, tu não achas? Então bate na madeira três vezes e reza 10 ave-marias.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s