E o bandido chega ao Circo

Os bichos cricri da famosa Granja Comigo Boi Não Dança (ou mais conhecida pelas iniciais CBN-D), a Raposa Felpuda, maledicente e ardilosa, o Sapo Duende, encrenqueiro e eterno inconformado, o Gambá Pretibranqui, com a cara e os pelos pintados de emoção, o Ratão do Banhado, que não deu certo em lugar algum e acabou dando na Granja e o Morcego Moicano, que posa de intelectual para fazer gênero, estavam apreensivos pela chegada do mais famoso dos famosos bandidos que se conhecia. Seria o bandido que resolveria os problemas de invasão no picadeiro do Circo do Deba.

Foram convidados para esperar o famoso bandido os xerifes Doc Mancha Holliday, Billy Cardosinha The Kid e Calamity Pomba Murcha Jane. Além, é claro, do thebestmotherfucker astro principal do circo, o inimitável, o inigualável, o piiii das galáxias, o Leão Galego.

De seu camarote, os bichos cricri da Granja CBN-D observavam a tudo e se contorciam diante do espetáculo. Muita gente tinha ido ao Circo recepcionar o bandido. Gente de pijama, gente com fones de radinhos nos ouvidos, gente no what’s zap, gente com o sofá nas costas, imprensa, políticos, padres e até a banda marcial do convento das freiras virgens carmelitas, as que sabem todas as soluções e têm todos os modelos para as coisas darem sempre certas.

O Morcego Moicano foi quem primeiro comentou, atônito:

– Gente, olha, desde a chegada do Papa eu não via tanto povo reunido num só lugar sem fazer nada.

– Ah, mas vai chover – profetizou o Sapo Duende – e não vem mais ninguém. Na previsão do tempo ninguém me engana.

– Pô, mas tá todo mundo aqui – arrematou o Ratão. – Precisa vir mais? Cê tá louco?

– Rapazi, e o que fazem estes xerifes aí, hein? – quis saber a Raposa Felpuda – São mal encarados, coisa horrorosa.

– Olha, – interferiu o Gambá – eu sei dizer que o Doc Mancha Holliday é o xerifão principal, que manda e desmanda no Circo. Ele é quem decide quem bate palmas, quem vaia e quem se emociona com o espetáculo.

– E o Billy Cardosinha The Kid não é aquele que fala mal o tempo todo das roupas do pessoal do circo? – perguntou o Ratão. – E ele fala do trapezista, do malabarista e até dos mágicos, pelo que me disseram.

– É, ele fez curso pra palhaço, mas como não foi contratado, vive despeitado. Na verdade é uma costureira frustrada. – completou o Gambá.

– E essa Calamity Pomba Murcha Jane? Vocês sabem alguma coisa dela? – indagou a Raposa.

– Dizem que não é xerife coisa alguma – confirmou o Ratão – é apenas uma metida, vive pendurada nas grades do Circo quando o pessoal tá treinando, chamando palavrões, é uma mala.

– Pota, e esse bandido que não chega, hein, ô! O Circo do Deba precisa de um bandido – observou o Sapo Duende.

– Você já disse isso quantas vezes, ô, Sapo? – comentou o Ratão. – Tá ficando chato.

– Olha, lá, olha lá! O Leão Galego tá se mexendo – apontou o Gambá. – Alguma coisa vai acontecer.

– O Leão Galego se mexendo? Que espetáculo! – exultou a Raposa. – Faz tempo que ele não se mexe, hein. Ele vive paradinho ali na jaula do picadeiro, só vai na boa.

– Que nada! – contestou o Morcego – As informações que eu tenho é que ele nada, corre e pedala, tudo ao mesmo tempo. Ou ao contrário, sei lá. Vocês não reconhecem um bom talento?

– Sim, tá lento! – apimentou o Ratão.

– Pois é, acho que o bandido tá chegando mesmo. Olha lá! – afirmou o Gambá.

– Quê! Não pode ser – assustou-se o Sapo.  – O bandido que está chegando é o Cavalo Paraíso que comeu o brócolis pela raiz. – nisso, ele olhou pro lado e viu seus amigos dando gargalhadas. – Aí vocês me arrombam. Assim eu vou largar a Granja pra sempre – concluiu o Sapo Duende.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s