Os donos do jogo

Com estas palavras Marquinhos sintetizou o que foi esta partida contra o ICASA e que dá um gás inominável ao Avaí. Não é fim de campeonato e nem foram pontos do acesso, mas foi uma vitória maiúscula, provando que este time pode… se quiser. Assim como o próprio Galego, que se quiser, pode.

Marquinhos Santos, ao final da partida, fez sua habitual jogada de marketing, que é correr para os microfones e dar pitacos indiretos. Mas seu discurso tem mudado. Está ficando vazio. Percebe-se, nitidamente, que sua toada de deus único e soberano já não empolga todo mundo. E, diferente do que pensam seus adoradores incondicionais, ele mesmo sabe que não está agradando.

O time do Avaí tem suas limitações, embora tenha renomada qualidade presumida. Sempre digo que no papel é bom, mas o papel pode se desmanchar na água, ou em outros líquidos. No campo de jogo, que é onde importa, este time não é, nem de longe, candidato a campeão da Série D. Lutaria pelo rebaixamento com os Itabaianas da vida. Já perdemos feio para Metropolitano e já tomamos couro do Guarani da Palhoça. Assim, que ninguém venha apostar fichas de olhos vendados nesses caras.

Ocorre que, se quiserem, eles vencem. Se jogarem o futebol que os levou a ser respeitados e fez história, são os donos do campeonato. E é aí que a gente se incomoda. É aí que a bipolaridade típica do torcedor aflora. Porque assim que este suposto time vence e vence bem, o torcedor sorri e aplaude. Mas se incomoda sobremaneira quando os vê andando em campo, ou fazendo partidas medíocres.

No caso específico desta partida em Juazeiro do Norte, não quero nem supor que tenham jogado bem porque alguém levou uma sacolinha cheia de garoupas para o vestiário. Porque aí, o pouco de respeito que tínhamos por estes marmanjos se acaba. E de donos do jogo e astros principais da companhia acabarão sendo réles empregados de suas insignificâncias e de falta de caráter.

Anúncios

4 comentários sobre “Os donos do jogo

  1. Tanto ele quanto o Cleber Santana não entraram em campo, gostaria de ver o Avaí com um meio com Eduardo Costa Eduardo Neto (quem diria … mas jogou muito ontem) Diego Jardel e Tinga.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s