Querem vender ou matar a liminar

Todo mundo conhece a piada do sofá. O marido corno chega em casa, encontra a mulher com o Ricardão em vias de fato no sofá da sala e decide vender o sofá.

Ou então aquela do rei que de tanto receber más notícias de seu front na guerra decidiu matar o mensageiro.

Ou seja, as pessoas querem resolver os problemas se livrando daquilo que lhes supostamente “trás” o problema.

O futebol brasileiro está num festival de liminares absurdo. Dia após dia somos tomados de surpresa por alguma liminar ou ação judicial aqui ou ali. Porém, uma liminar é um ato jurídico devido a um problema encontrado. Eu não tenho o conhecimento da ciência do direito, mas sei que se recorre a isso para agilizar um processo. E o processo na Dona Justa só existe quando algo burlou a lei. É simples igual a matemática, não há como brigar com os números.

Se o Fluminense recorreu a um ato jurídico foi porque a Lusa, seu alvo, burlou a lei. Se o ICASA usou uma liminar para jogar a série A, foi porque o Figueirense, seu alvo, burlou a lei. Simples assim.

Tudo o que decorre disso é masturbação intelectual desnecessária.

Cumpra-se a lei que ela não se volta contra você.

Agora, quando jornalistas e torcedores, além de auditores nos TJDs, escorregam em decisões esdrúxulas e querem vender ou matar a lei, aí o problema é bem maior do que se imagina.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s