Playground cheio

Ao ler certos comentários nas redes sociais a gente chega à conclusão de que ou as pessoas são muito burras ou se fazem de sonsas para ficar de bem com a patuléia. Não há outra conclusão a tirar. Estão brincando de teatrinho infantil.

A velha prática do moralismo impertinente, que vê defeitos em tudo e não levanta um dedo para tentar ajudar está aí, por entre os avaianos, basta ter olhos atentos para observar. E querem me convencer de que é por uma boa causa. Ao contrário, os moralistas de araque preferem ficar de janela atirando pedras. Claro, é mais fácil e cômodo, pois a energia quem gasta são os outros.

Neste cenário todo, um sujeito como o empresariozinho bacana é adorado.

O empresariozinho bacana (que de tolo não tem nada) pirou na batatinha na quarta-feira pelo Twitter, como todos sabem. Quem ficou até tarde da noite, naquele dia, se divertindo com a vitória avaiana e festejando (sim, porque os caras que torcem para dar errado, ou correram pra debaixo da cama ou estavam na moita apenas lendo) viu e leu aquelas coisas e ficou indignado. O sujeito que prejudicou o Paraná e Avaí, e Coritiba recentemente, quis dar de dedo na direção avaiana. Como não tem aquilo roxo pegou o supostamente mais fraco da direção, o boa praça Chico Lins, pra tentar definir que ali era ele, o empresariozinho bacana, quem deveria mandar na escalação de jogadores. Deu-se mal!

O empresariozinho bacana tentou usar uma tática que empregou na Ressacada quando obtivemos o acesso e fizemos aquela bela campanha na série A de 2009.

Como deixou o Avaí refém de seus jogadores, impôs condições e a direção à época teve que aceitar. Não havia outro jeito. Confiou e foi traída, essa que é a verdade. Praticamente 90% daquele elenco era da tal parceria matreira e ela nos deixou acuados. Se o Avaí tivesse peitado o empresariozinho bacana naquele momento, o tempo do tal desmanche de 2009, certamente estaríamos hoje na Série Z. Quem acompanhou de perto sabe o que aconteceu.

E então, quando o Avaí conseguiu dar melhores passos, mandou o empresariozinho bacana pastar. O resultado a gente já sabe.

Agora, ao voltar com ares de bons amigos a trupe que arrombou Paraná Clube, Coritiba e Avaí, mais uma vez quis impor suas condições. Por sorte, dessa vez, não vendemos a alma para o diabo e a tal parceria matreira, se quiser vida longa, vai ter que comer na nossa mão como condiz a um bom parceiro.

Ocorre que, como eu disse na introdução, há quem veja ao contrário, por burrice ou interesse, quem sabe. Chocando um ovo com uma serpente venenosa dentro.

Mas o playground continua cheio de gente inocente, não, Alves?

– É pelo bem do Avaí, porra!

Ãrrã, sei, sei.

Anúncios

3 comentários sobre “Playground cheio

  1. Aguiar,
    para os “inocentes” do texto, segue a analogia:
    E lobos em pele de cordeiro, através do desbotado “é pelo bem de…” ampliam seus rebanhos e os mantêm bem alimentados com seus placebos.

    Saudações
    Carlos Cidade

    Curtir

    • Hehehe, boa, CArlos Cidade.
      Mas, olha, conhecendo bem quem são as criaturas, eu diria que nem mesmo pra lobos servem. Quando muito uns daqueles fox paulistinhas chatinhos criados a leite de pera da mamãe.

      Curtir

  2. O leigo do torcedor é na verdade aquele torcedor que paga sua mensalidade em dia, aconteça o que acontecer ele paga ele vai ao estádio, com ou sem fila, faça chuva ou tenha sol de 40 graus ( setor D é terrível ) ele torce e sofre com o seu time na derrota, o leigo do torcedor não é conselheiro nem puxa saco de algum ralé da imprensa ou blogueiro metido a intelecto para obter informação privilegiada, o torcedor aquele considerado leigo, sofre sozinho ouvindo ou lendo todos dando opiniões absurdas sobre o que acontece no nosso AVAI, porque a VERDADE mesmo ninguém fala para o leigo do torcedor.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s