A palavra é: confidencialidade

Está em moda esta palavra interessante  nos últimso dias lá pelos lados dos Carianos. Já há bolsas de apostas de quando o próximo oficial de Justiça enquadrará o presidente do Avaí pelo seu uso. Aí o que eu fiz? Fui até os alfarrábios e pesquisei sobre tão singela e importante palavra. Eis o que achei:

Confidencialidade é a propriedade da informação pela que não estará disponível ou divulgada a indivíduos, entidades ou processos sem autorização. Em outras palavras, confidencialidade é a garantia do resguardo das informações dadas pessoalmente em confiança e proteção contra a sua revelação não autorizada.

Confidencialidade foi definida pela norma ISO-17.799 como “garantia que a informação seja acessível apenas àqueles autorizados a ter acesso” e é uma pedra angular da segurança da informação. 

A confidencialidade também se refere a um princípio ético associado com várias profissões (por exemplo, medicina, direito, religião psicologia, profissionais e jornalismo). Na Ética, e (em alguns lugares) em Direito, em especial nos juízos e outras formas de resolução de litígios, como a mediação, alguns tipos de comunicação entre uma pessoa e um desses profissionais são “privilegiados” e não podem ser discutidos ou divulgada a terceiros. Nas jurisdições em que a lei prevê a confidencialidade, geralmente há sanções em caso de sua violação.

O sigilo das informações, imposta a uma adaptação do clássico princípio militar “know-how”, é a pedra angular da segurança da informação nas empresas de hoje. A chamada “bolha da privacidade” restringe o fluxo de informações, com positivas e negativas consequências.

Confesso que li, reli, e não encontrei nada que imputasse crime no uso deste termo, ou de sua conduta. Portanto, segue o baile.

Fonte: Wikipedia lusófona.

Anúncios

2 comentários sobre “A palavra é: confidencialidade

  1. Dando mais um pitaco, mesmo sendo meio “véio”, fiz uma nova faculdade em sistemas de Telecomunicações, o qual acabei no final de 2011.
    É minha área profissional também.
    Na conclusão de curso, no famoso TCC, optei em abordar o assunto da seguraça da informação, vulerabilidades,…., estudei bastante, li muito, vejo no meu dia a dia com frequência os termos de confidencialidade, sigilo, restrições.
    Posso afirmar com toda certeza que no mundo dos negócios a confidencialidade é no mínimo usual, seja sobre tecnologia, valores, projetos, parceiros, clientes e por aih a “fLora”.
    Se existir gato no meio vira caso de puliÇa.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s