De volta ao templo sagrado

O Avaí estréia em casa, pela série B, contra o São Caetano, velho conhecido de outras eras. Voltamos ao mundo dos jogos no meio de semana, tarde da noite, no frio, às vezes na chuva, para tentar levar o Leão ao lugar que ele merece. Aliás, que nós, avaianos, merecemos.

O professor vai ter que mudar a estrutura de defesa do time, haja vista a ausência de Bruno. Haveria algumas opções.

A primeira seria mantendo Pirão na esquerda e fazendo voltar Marcinho Guerreiro. Trocaria apenas um contendor por outro. Mas ele treinou com Pirão pelo meio e fazendo voltar um dos suecos da Chapecoense, o Aelson, pela esquerda. Pirão já demonstrou que é bom jogador, versátil e goleador, e é um dos pilares deste time do Avaí, e é uma boa opção de chegada pelo meio. Há, também, mais uma possibilidade, que é manter Pirão na esquerda e colocar Diogo Orlando velho de guerra no meio, dando uma boa opção de saida de bola, mas perdendo na marcação. Mas, quem é pago para resolver isso é o soldado Maria.

A expectativa de público é pequena. No máximo 4 mil contadinhos, botando na conta os vendedores de pastel, de refrigerante, a PM e os jornalistas. Nossa torcida é do chinelinho e do pijaminha, que ninguém se engane. Terça-feira à noite, Avaí e São Caetano pela série B não é suficiente para tirar os frequetadores do Koxixo’s de casa. Espero estar completamente enganado.

Anúncios

2 comentários sobre “De volta ao templo sagrado

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s