Mar de lágrimas

“O episódio do choro coletivo na sala de entrevistas após o jogo foi o símbolo da revolta dos alvinegros, que ficaram indignados com o árbitro Marcelo de Lima Henrique. O volante Túlio, um dos líderes da equipe, foi um dos que mais expressou sua opinião na ocasião.”

O texto é de 2008 (leia aqui), quando da decisão do campeonato carioca, onde Tulio e seus alvinegros fizeram uma lamentação avassaladora pela derrota em um clássico por lá.

No começo desta semana, por estas bandas, Tulio, agora em outro alvinegro com salpicos de rosa, participou de um chororô coletivo e defendendo a integridade de seus companheiros. Precisaram apelar para as lágrimas na convocação da torcida.

Seria um prenúncio de que um mar de lágrimas está a caminho para os lados da Rua Humaitá?

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s