Reconhecimento zero

A fórmula é bem simples. Se uma pessoa que come costela e picanha toda a hora e enche o pandulho de cerveja sofre um infarto do miocárdio e vai para a mesa de cirurgia, todo mundo fica com aquilo roxo na mão, inclusive o corpo cirúrgico. Morrendo o dono das artérias entupidas, o médico é execrado e corre o risco de perder até o seu registro. Mas, se o infeliz com altas taxas de colesterol sobreviver à cirurgia corre todo mundo para a próxima igreja pedindo graças a seus santos de pau oco pela sobrevida.

Talvez seja por isso que muita gente tenha estranhado o presidente do Avaí, em Chapecó (sim, ele estava lá), vibrando em campo por seus jogadores terem estado na final do Delfinzão.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s