Reflexão, ainda que tardia

Desde que me tornei adulto aprendi a não me mover por impulsos. De agir sem uma reflexão, um planejamentozinho de vida que seja, cujo objetivo é evitar dissabores ali à frente, ou ter que me retratar publicamente por uma c…ada. Me enfurecer facilmente diante de uma adversidade ou me atirar inconsequentemente por causa de uma situação favorável. Não me arrependo de nada e aos 50 anos tenho uma vida praticamente estabilizada. Posso, é claro, por humano que sou, ter dados alguns deslizes, mas nada que não possa imediatamente ser corrigido. Por isso dou a cara a tapa.

Digo isto porque não vou fazer juras de amor eterno e nem de ódios extremados para o meu clube de coração. Dia destes observei um comentário da nossa querida Jamira Furlani, que dizia que o Avaí não era a vida dela, mas que fazia parte de sua vida. Claridade solar! Concordo e sigo essa máxima. Quem entendeu levanta o dedo.

Como todo e qualquer clube de futebol, o Avaí Futebol Clube tem as suas fases. Não vou aqui elencar os problemas de diversos clubes que vejo por aí. Tanto quanto o Avaí, todo clube de futebol no mundo tem os seus momentos de alegrias e de tristezas, de conquistas heróicas e de derrotas estúpidas.

Não faço este histórico atolesmado dos anos de desgraças e de glórias do Zunino, pondo na balança o quanto ele ganhou e o quanto deixou de ganhar, porque naqueles dias em que perdíamos em campo, ganhávamos em estrutura e patrimônio e nos dias em que vencíamos campeonatos, diretores chinfrins surrupiavam a nossa dignidade. E com diversos clubes de futebol é assim, comandados pela regra do mercado e impulsionados de acordo com a paixão de cada um.

Se alguém me apontar um clube 100% feliz, paro agora de escrever e vou viver no Tibet.

Ah, claro, virá alguém que viva de grifes a me apontar o Barcelona. Pois bastou o time da Catalunha perder duas seguidas que já tem gente pondo dúvidas no time, se não há uma crise interna se aproximando, se os jogadores não se falam, se estão enciumados com o Messi e blábláblá. Tudo igual, como em qualquer lugar. E se perder a terceira, na decisão desta rodada para o Chelsea, podem acreditar que o torcedor vai vaiar, ou alguém irá perguntar se não há salários atrasados, algo impensável semanas atrás. E, para que nenhum tolo me venha dizer que pauto sobre resultados, o Barcelona já teve seus momentos de Avaí, pois enquanto montava uma estrutura interna que vemos agora, perdia em campo, há alguns anos. Ah, sim, esta parte das histórias os caras esquecem.

E essa coisa é assim porque o torcedor se move dessa maneira mesmo, por impulsos. Não mede as conseqüências. Decreta público zero porque perdeu uma partida, sem pensar que ainda há um campeonato. Promete abandonar o clube se tal ou tal diretor mequetrefe se aproximar demais, sem dimensionar que a vida do próprio clube segue. E se ganhar um, dois ou mais títulos com aquele dirigente abobado nos bastidores, ele volta e ainda bate no peito dizendo que nunca abandonou o seu clube. É assim que funciona. E não serei eu a apontar erros de posturas de quem quer que seja. Não sou juiz, não sou professor de deus, não sou oportunista e nem me atrevo a dar lição de moral a quem quer que seja.

Apenas eu, eu aqui, não ajo por impulsos.

Farei a minha gozaçãozinha básica depois que o sujeito intempestivo voltar, claro, mas nada mais do que isso. Prometo!

Anúncios

5 comentários sobre “Reflexão, ainda que tardia

  1. Nobre Aguiar

    O que o amigo chama de “histórico atolesmado”, no meio comum chamam de CURRICULUM …mas como Zunino não precisa de “emprego”,e nem provar nada, fica como está.

    Abraço

    Curtir

  2. …sem contar no despreso que vc da a inteligencia do povo.

    “Decreta público zero porque perdeu uma partida”… publico zero por perder partida??

    POR PERDER UMA PARTIDA?? Fico impressionado com algumas colocações sua.

    Ai é pra danar né…

    Curtir

    • Inteligência do povo? Cara, o que esse povo quer é ingresso barato e jogador do Real Madrid. O resto é lorota. Até o jogo de domingo o Avaí virou lenda. Estava todo mundo “irmanado”. Bastou um revés, que nem foi tanto, já puseram em dúvida a capacidade do coitado do interino. E se perder lá em Chapecó é capaz de já na próxima rodada o chamarem de burro. Inteligência do povo? hehehe

      Curtir

  3. Aguiar,

    Vc simplesmente IGNORA tudo que está acontecendo aos olhos de todos no Avaí. Não sei o que estás querendo provar e a quem. Mas, por enquanto, ainda respeito muito suas palavras. MAs meter a sujeira embaixo do tapete não leva a nada. Essas piadas generalizadas que fazes não vai te trazer nenhuma credibiliade, se é que estás preocupado com isso.

    As vezes penso que estás fazendo piada com que escreves, não pode ser sério. Quando falei POVO, falo de TODOS, generalização pura, e está bem desenhado na frase que escrevi. Mas se TODOS são burros pra vc…

    Desisto, ja entendi…

    Abraço

    Curtir

    • Claro que estou fazendo piada, cara. Eu uso da ironia para provocar todo mundo e fazer neguinho pensar. Porque é muito fácil chamar o presidetne de safado, bandido, de cometer atrocidades, mas não tem ninguém com culhão para assumir essa porra, velho. Esse é o ponto que eu me bato. Vamos criticar? Claro, mas cadê a alternativa? E ai vem aquela coisa frouxa: “ah, mas o presidente não permite”.
      E aí eu faço piada, sim. Ou preferes fazer conspiração de pizzaria também? hehe

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s