Respondendo à Dona Carmen

A Dona Carmen, no blog do André Tarnowsky, no Bom Dia, Azzuras de hoje, fez um comentário sobre a minha exposição a respeito de se cobrar do Conselho Deliberativo as atitudes da diretoria. E até uma convocação de Assembleía Geral, se assim fosse pertinente. Ela enfatizou que isso é ser simples.

Não, Dona Carmen, isso não é ser simplista, mas seguir o que manda o figurino. A propósito, já que a senhora é tão antenada, me diga quantas pessoas lêem e entendem o que está escrito no Estatuto? Está ali, à disposição no próprio blog do André. Basta passar os olhos e ler. Aliás, quantos conselheiros sabem disso?

Sabe o que eu me bato, minha cara blogueira, é que a porra-louquice de parte da torcida sequer sabe montar um projeto aleternativo e vive apostando no quanto pior, melhor. Estamos com uma proposta de alteração no Estatuto, graças à discussão da última reunião do Conselho, e até agora não vi uma vírgula, um ponto, uma exclamação propondo alteração das linhas do documento. Todo mundo grita, mas se esconde na massa. Sabe por que? Porque é mais fácil tirar o Zunino do que mandar uma coisa decente e inteligente.

É muito melhor apostar no oba-boa do que querer construir algo positivo.

Temos, como torcedores e sócios, todas as possibilidades de mudar o quadro. Pergunto: alguém se manifesta? É mais fácil, como diz o Assis, chorar por faixas, ou então fazer mimimi impertinente porque os ingressos estão caros. Mas cadê as devidas cobranças. Ah, já sei, são votos vencidos.

Por favor, é muito simples, né.

Anúncios

7 comentários sobre “Respondendo à Dona Carmen

  1. Aguiar, sua colocação foi a seguinte, para os que não leram poder entender:

    “Se a tal história da parceria com o Corinthians é verdadeira (até agora, para mim, é fofoca, e eu tenho o direito de achar assim, porra!), que se ponham na rua os blocos do Conselho Deliberativo para apreciar o contrato e, se for necessário, uma convocação de Assembléia Geral, se a comunidade avaiana se sentir prejudicada. Está tudo descrito no Estatuto, basta ler e entender.” (Alexandre Carlos Aguiar)

    Que bom se fosse assim tão simples não é mesmo? Afinal temos um bom exemplo que é o referido requerimento que te responderam: Se querem alguma resposta que busquem a via judicial. Lamentavelmente quem perde é o Leão e o torcedor evidentemente. (Carmen Fuhrmann)

    Sinceramente e com todo respeito não entendi onde está meu ataque a tua pessoa e muito menos o “oba oba” na minha resposta. De qualquer forma, respeito tua colocação em achar que é SIMPLES ASSIM. Mas não é Aguiar. Um simples requerimento foi barrado e o presidente disse que buscassem as vias judiciais, ou seja, a disposição da diretoria com a torcida para qualquer tipo de negociação NA MINHA OPINIÃO é zero. Mas como disse respeito a tua. Não iria me manifestar, mas como no post consta o meu nome, achei que seria interessante.

    Abs amigo

    Curtir

    • Usando a retórica habitual, não há ataques pessoais a ninguém. Apenas contrapontos de opinião.
      E, digo mais, apelar para o Conselho e vias jurídicas subsequentes não é assim tão simples. Mas é a solução institucional plausível.
      O André sabe o quanto vai doer demandar juridicamente contra o Avaí na questão do requerimento, porque é este o caminho, depois de os trâmites comuns terem sido exauridos, mas é o nosso Avaí em jogo. E por isso não é simples.
      Não sou minhoca, não, minha cara, e entendo do riscado, muito mais do que você ou outro aí imagina.
      Carmen, sinceramente, estou cansado de oba-oba e blábláblá. Todo mundo fala, todo mundo diz, a liberdade de expressão é exercida a plenos pulmões, mas ninguém assume nada.
      E não venha dizer que bater latas e fazer faixinhas coloridas é alguma ação, porque não é. Você sabe disso.
      Eu quero alternativa a tudo isso. Cadê? Eu tenho uma, bem simplesinha, usando o teu discurso. Vamos montar um grupo e assumir o Avaí? Vamos encarar essa? Vamos dizer ao presidente para cair da boca que a gente pega dali? Óbvio que não faríamos. Não temos esse cacife. Somos minhocas, como dizes, né. Mas há gente na cidade com cacife suficiente. Por que não assumem?
      Se o Zunino está fazendo certo ou errado, ele assumiu. Está lá. Mete a cara e faz. Com todos os erros e acertos. Mais erros, é claro. Mas ninguém tem mais culhão para fazer isso do que ele. E aí a gente doladecá vive metendo bronca, achando que é SIMPLES, mas não é.
      Entendeu o que escrevi?

      Curtir

  2. Aguiar,

    Não é simples exatamente isso que eu falei. Apelar para o Conselho Deliberativo como? Eles não tem força, apenas existem pois precisa constar pelo menos teoricamente. Somos sim minhocas de cabeças enterradas, me incluo nisso, assim como outros. O que aconteceu com o requerimento? Segundo o André estava escrevendo as laudas e tal para posteriormente dar entrada judicial e isto terá que ser feito e sabe porque? Do contrario eles entenderam que realmente a maior torcida de SC é também um bando de babaca e cagão. Eu só te respondi como disse, por que DIRETAMENTE meu nome foi citado, sendo assim, me senti na “obrigação” de te responder até para que entendas que o que quis dizer é que NÃO é SIMPLES como parece. Nem para assumir e fazer as coisas mudarem, nem como pedir para o Zunino deixar o cargo. Capisce?

    Abs

    Curtir

    • Carmen, quando afirmei que o CD deve se manifestar não disse que isso seria simples, como você interpretou (“Que bom se fosse assim tão simples não é mesmo? “). Digo e reafirmo que as coisas devem seguir esse caminho, mas que não é nada fácil. Tanto não é que ainda não vi ninguém dar propostas, apenas críticas, tanto ao CD como ao presidente. Da forma como percebo as críticas, parece, aí, sim, que as coisas são fáceis. Tira o presidente, tira um conselheiro e tudo se resolve? Quero ver.

      Curtir

  3. Aguiar,

    Será que se aparecer as tais propostas a diretoria ou mesmo o presidente aceitaria sentar e rever alguma coisa? Tenho minhas dúvidas. Mas quando não se conhece o que está se passando fica mais fácil criticar. Aliás todo problema do outro é mais fácil resolver, por isso a importância da transparência. Não se pode caminhar junto e dando aval quando não se sabe em que fogo nossa mão pode estar se metendo. Mas a vida vai tomando seu curso e quem sabe ainda vamos ver o trem nos trilhos novamente. 😉

    Abs

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s