O fator Avaí

A derrota no clássico (sim, foi derrota, pois jogamos muito mais, eles fizeram um gol em impedimento e o outro não foi pênalti) nos deu uma boa motivação para a partida de domingo, contra o JEC. Tido como eliminado pela mídia e por 498.210 torcedores (exceto, claro, aqueles 1790!) o Avaí poderá remexer este campeonato, que já se encaminhava para uma classificação do Barcelona do Estreito, do time do carvão, dos bailarinos do Norte e uma vaga que seria disputada a tapa pelos verdões do Oeste e do Vale. Estávamos fora dessa brincadeira, segundo os entendidos. Estava tudo tranquilo.

Mas eis que resolvemos esculhambar a balança, como diz o blogueiro Adriano Assis, no texto Não foi mentira. Por que?

Ora, apenas o Avaí e o pessoal doladelá podem ser os times mais vezes campeões de Santa Catarina. O time deles é amado e babado tanto pela mídia como pela Federação e se encaminharia para uma decisão inédita. Do outro lado da balança estão todos os outros time aí citados. Qualquer um deles, se ganhasse o título, não fedia e nem cheirava no complexo do campeonato e seria até interessante, como forma de “dividir forças no Estado”, ou seja, papinho motivacional eufemístico para definir incompetência.

Porém, o Avaí entrando na briga gera algo que eles abominam por aqui: a rivalidade. Esta coisa acende ranços e divergências. Lembro que a frase mais usada pela mídia é que clássico bom é clássico com empate. Essa postura messiânica tem uma razão de ser, que é evitar os conflitos, algo que possa gerar um debate sobre as competências de quem a gente sabe quem é.

Aquela aparição no Cacau, de membros da Mancha, não foi por acaso, nada mais foi do que exacerbar essa situação. Um campeonato com estes contrapontos é ruim para eles, pois mexe com a cultura local, acaba com o pensamento hegemônico difundido pela rede famosa e pode até, vejam bem, definir os contratos de TV para o futuro. A rivalidade incentiva discussões e expõe mazelas, que podem ser danosas às intenções de remodelar as transmissões da rede.

E o campeonato se valoriza, olha só que coisa maluca. Isso significa que os pagamentos aos clubes tem que ser maior, a parcela deve ser aumentada. Esse Avaí mesmo, hein.

Alguém duvida? Ah, já sei, vais dizer que é uma baita de uma teoria da cosnpiração. Pois é exatamente isso.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s