Jamais estarás só, de verdade?

“O avaiano sempre teve orgulho de ser avaiano. No nosso conceito, somos uma torcida diferente, apaixonada, fiel, simpática. Avaiano que é avaiano sabe disso e não se deixa macular pelos atos de uma meia dúzia que se aproveita de uma “fantasia” de torcedor para aprontar barbáries. Temos orgulho de sermos avaianos, de sermos a maior e mais apaixonada torcida de Santa Catarina.”

A frase é de meu amigo André Tarnowsky em seu blog, quando postou o depoimento Nunca abandonamos o time, que corresponde com fidelidade a tão propalada avaianidade. Me emocionei com o texto, pois é o retrato do que pessamos.

Respeito a postura de alguns amigos, como a do camarada Adriano Assis, que iniciou esse protesto silencioso, o de não ir ao estádio, entendendo, pela sua dor de avaiano sofrido que o momento é de negação. A opinião dele, do Adriano, eu entendo e respeito. É autêntica. A de outros, não, que isso fique bem claro. E por uma questão de coerência.

A frase acima, a do título desta postagem, foi dita por muita gente que hoje se apropriou do desconsolo do Assis e agora, oportunisticamente, quer aplausos e platéia. Cobro coerência, sim, pois bater no peito e dizer que é avaiano é encarar as adversidades, por mais ruins e absurdas que forem. O problema é que uma montoeira de avaianos já não quer mais passar por isso, estão com medo de sentir medo, estão com vergonha da vergonha. Claro que por culpa da própria diretoria, mas também em parte por estes avaianos que estão vendo a banda passar e não marcam o seu território.

A única coisa que garante a existência deste esporte é a torcida. Sem ela, ele, o futebol, é desnecessário. E assistir a jogos ruins e conviver com diretorias pobres tem o mesmo peso absoluto que chorar por um título e louvar uma vitória, porque é da vida do torcedor. Por isso torcemos, pois é da nossa característica acreditar que vai dar certo.

Se houvesse a mínima possibilidade, a menor e mais ínfima garantia de vitória ao se ir a um jogo de futebol, não valeria a pena. Vamos por não temos certeza e vamos exatamente para torcer. Essa é a essência do negócio. Diretorias vão e vem, jogadores chegam hoje e saem amanhã, mas o torcedor fica. Ele é o sangue que corre nas veias de um clube de futebol. Ele é o coração que pulsa nas arquibancadas. Não interessa se diretores querem ou não querem, não precisamos de autorização para torcer, era só o que faltava.

Sem isso, sem o sangue fluindo nas arquibancadas e sem o coração para bombeá-lo, é melhor fechar o estádio. Não nos merecemos mais.

Estão usando uma decepção para caçar bruxas. Caçar bruxas é uma atividade que exige fé e vocação, mas com um mínimo critério. Quem não sabe, não desce pro play.

Anúncios

8 comentários sobre “Jamais estarás só, de verdade?

  1. Aguiar, público zero é coisa de avestruz, pois enfiar a cabeça em um buraco não resolve nada, tem que ir a ressacada protestar, gritar e mostrar à aqueles incompetentes que a torcida do Avaí é o que faz pulsar a instituição!!

    Curtir

  2. Aguiaar, esse mesmo pessoal que solicita o publico zero e que quer a demissão dos Conselheiros, estão sendo atiçados por Conselheiros Nato, que somente apareceram em reunião do CD, uma ou nenhuma vez. Como foram derrotados, isso lá por 2002, nunca mais apareceu. Nunca vai dar opinião, defender suas posições, porém, acha o CD composto de baba-ovo. Louva-se aos ex-presidentes Fernando e José Bastos, Dilmo, Gito e outros, que sempre estão presentes.
    Vamos fazer um time com craques? Com dinheiro do publico zero? Ou acham que incentivando o não pagamento das mensalidades e ida ao estádio estão ajudando a derrubar o Zunino? Claro que eles sabem que estão fudendo com o clube. Mais é isso que eles querem. Quanto pior melhor.

    Curtir

    • Não se constrói um clube de futebol assim, Décio, com a torcida do lado de fora. Esse tipo de protesto é tanso e inocente. O protesto se faz dando a cara a tapa. No lado de fora ninguém vai dar a mínima.

      Curtir

    • Pois é, torcer depois que está tudo bem é fácil. O estádio lota, a cerveja acaba, o dono do pastelzinho não dá conta. Todo mundo ri, tem fila, tem horário de desengarrafamento.
      Quero ver é na podre, quando tudo conspira contra.

      Curtir

  3. Aguiar, pelo seus atos posso torcer pela queda de Zunino ou qualquer presidente Avaiano, mas jamais posso abandonar “o meu Avai”. Acima de tudo sou torcedor e sempre acredito que no proximo jogo tudo melhore. O jogo é hoje, portanto tudo pode mudar a partir desse jogo. Com publico, no minimo havera mudança de postura e atitude, sem ele o prejuizo é certo. Eu vou…

    Curtir

    • Vai ficar engraçado o Zunino pedir o boné ao ver os torcedores no lado de fora do estádio. Ele vai dizer, comovido: “me dá o casaco que eu já vou me embora.”
      Por favor, tem cada manifestação que arrumam que põe o Zorra Total no bolso.

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s